Começou o novo ano escolar 2017/18.

No dia 18.09.2017 celebrámos o início do novo ano escolar em Ensino Doméstico. Junto com todos os 19 alunos com idades entre os 6 e os 15 anos, pais e professores fizemos jogos, entregámos prendas às crianças que entraram no primeiro ano e as crianças escolheram imagens de força que lhes acompanharão durante o ano. A transição de alunos do primeiro ao segundo ciclo foi também acompanhada por um ritual e veio a ser uma experiência memorável, com crianças orgulhosas e com brilho nos olhos.

No dia seguinte, demos início a uma parte muito especial da nossa primeira semana: uma caminhada à praia. Caminhámos por cerca de 7 horas através de lindas paisagens, entre dunas e pinhais e encontramos um belo lugar para acamparmos na praia, onde passámos juntos os três dias que se seguiram. Logo após o nascer do sol já estávamos acordados e preparados para o desporto da manhã. Depois, construiram-se castelos e barragens, brincou-se nas ondas, treinaram-se saltos mortais na areia e das rochas praticaram-se saltos. Um momento muito especial foi a tarde que passamos em grupos de meninos e meninas, onde as meninas dançaram coreografias que tinham desenvolvido, e ensinaram-nas umas às outras, se cuidaram e puseram lama curadora nas suas peles. Os meninos brincaram e correram, e foram procurar lenha para a fogueira comum à noite. Surgiu um contacto muito natural entre as crianças, mas também entre as crianças e os professores- o que é essencial para um campo de aprendizagem e a confiança na escola. Como auge final, as crianças receberam a tarefa de pensarem como seria a sua escola favorita e o que querem aprender durante este ano. Os resultados foram apresentados um a um. Foi um momento muito comovente porque nos permitiu sentir o que significa quando os professores voltam a colocar esta questão honestamente e as crianças conseguem responder com toda alegria.
Que tenhamos um novo ano letivo de muita força e vontade de aprender!

Excertos do diário de escola dos alunos:

A caminhada
o quê - todos os alunos da escola caminharam até à praia
quando - caminhámos das 9h às 2.30h
onde - nós fomos do cercal até à praia do malhão

Entrevistas

  • Zoe – Foi cansativo mas também foi engraçado falar com amigos e rir com eles. Quando chegamos à praia eu já não podia mais mas por fim chegámos.
  • Anita – Foi muito engraçado e também foi fixe inventar uma coreografia. Mas também estava muito calor, foi cansativo e as minhas pernas doíam.
  • Liam – Eu gostei que o Arion me tenha contado histórias.
  • Joana (a professora) – Eu gostei, achei que não foi tão longa como muitos disseram. Gostei das conversas com os alunos novos e também com os antigos.
  • Iris – Foi muito cansativa e longa, gostei das conversas com o Benjamin.


Dia 1

  • Silvio – De manhã eu acordei com uma gota de água na cara. Levantámo-nos e fomos motivados “forçados” a fazer o desporto da manhã. Depois do pequeno-almoço perguntaram-nos se queríamos escrever este diário e nós dissemos que sim. Depois tivemos tempo livre, nesse tempo eu escrevi este diário. No encontro seguinte dividimo-nos em dois grupos, o dos rapazes e o das raparigas. Nós (os rapazes) fizemos jogos e fomos buscar madeira para a fogueira, as raparigas dançaram, fizeram acrobacias e untaram-se com argila. Depois fomos todos tomar um banho, estava frio mas foi muito bom. Ao anoitecer eu contei uma história ao Mante e ao Liam.


Dia 2
Desporto da manhã
Hoje vamos fazer o desporto da manhã, espero não fazermos muito porque acho que só se devia fazer quando quisermos.

  • Francisco- Eu gostei do desporto.
  • Iris- É bom haver um momento onde todos acordamos em conjunto, também gosto das corridas que fazemos.
  • Neo- Eu gostava que tudo fosse traduzido, mas em geral gosto.

Intercâmbio com o projeto Ancora (Brasil)
Uma hora depois do desporto da manhã o 2º. e o 3º. ciclo reuniram-se e o Eiko contou-nos mais sobre os jovens que vêm do Brasil, que vamos ter com eles um tempo comunitário.

  • Iris - Eu gosto que os Brasileiros venham e estou ansiosa por vê-los.
  • Silvio -  Acho que vai ser muito interessante mas não sei como posso comunicar com eles.
  • Fay -  Eu não os conheço mas acho que este tempo vai ser importante.

Dia 3
Escola dos sonhos

  • Neo – Eu quero aprender a escrever e a ler, quero superar o medo e quero correr muito rápido.
  • Simon – Quero esculpir regularmente, quero viajar muito e quero ler e escrever melhor.
  • Anita – A minha escola dos sonhos teria para cada matéria. Ciência - Uma sala de vidro por baixo de água em que os alunos podem observar a vida por baixo de água. História - Uma sala com estátuas e livros velhos que nos mostram a história do Homem e de Portugal. Arte - Uma sala com muitos lápis de cor, canetas etc. e caixinhas com temas escritos em cima, cada aluno pode tirar um e com o tema que tem escrito ele tem de desenhar um desenho. Música - Uma sala com muitos instrumentos e notas onde os alunos podem tocam.
  • Fay – A minha escola da Esperança é uma escola organizada e calma, com espaços livres e projetos. Uma escola onde posso ver o lado sério e o lado com piada da vida. Onde posso aprender matemática e português com apoio dos professores. Onde posso ter liberdade de pensamento, o que aconteceria quando.... Uma escola onde gosto de aprender, beber e respirar. Uma escola onde posso dar a minha opinião. Para mim isso seria uma escola da esperança.

Último dia

  • Anita – Hoje é o dia da volta. Para ir para casa vamos de carro, que sorte. De manhã arrumámos as nossas coisas, agora estamos a brincar ou também a nadar. Depois vamos fazer a próxima ronda das escolas de esperança.