Uma semana na Natureza

Tivemos uma "semana de sobrevivência" na Natureza.  Nós – o Mante, o Simon, o Liam, a Luka, o Benjamin e o Eiko – estivemos quatro dias e três noites no “Sanctuary Lake”, no vale sul de Tamera, equipados com as nossas facas e mais algumas ferramentas manuais.
Dormimos debaixo de uma lona e dentro dos nossos sacos-cama. Na maioria das vezes, comemos apenas o que encontravamos por perto: cenouras, nêsperas, acelgas, funcho, ervas selvagens, favas, etc.  No entanto, também tínhamos levado connosco algumas batatas, um pouco de farinha, de sal e um litro de azeite.
Fizemos as nossas fogueiras com ferramentas manuais e, claro, isto é um aspeto importante, porque não levámos isqueiros nem fósforos para acender o nosso fogo. Nas brasas, cozinhámos a nossa comida. Não tínhamos talheres nem utensílios de cozinha connosco. Assámos acelgas sobre as chamas, cozinhámos as favas directamente na casca, fizemos “bolos de cinza” nas brasas e por aí adiante... Para mergulhar os nossos bolos de cinza no azeite, precisámos de esculpir uma tigela em pedra.
Ora, para além de recolher, cozinhar e comer alimentos, praticámos algumas habilidades bem difíceis, como fazer cordas, fogareiros, “atlatls” (tigelas de madeira indígenas), usando brasas para fazer a parte côncava, e muito mais.
Para todos, o ponto mais dececionante desta aventura foi o facto de não ter chovido a potes!
Ainda assim, passámos um bom bocado juntos e aprendemos muito sobre o que significa estar na Natureza com muito pouca oferta e quase sem ferramentas.

-Luka, Mante, Benjamin.